Problemas de Audição na Infância

A audição nos primeiros anos de vida da criança é um aspecto fundamental do desenvolvimento cognitivo, além do emocional e social de cada criança.

O que Causa Perda Auditiva na Infância?

A perda auditiva pode ser congênita ou adquirida com o passar dos meses e afeta aproximadamente um a três em cada 1.000 bebês.

Existem diversos fatores que podem levar à perda de audição na infância e em muitos casos não são encontrados uma causa específica.

A perda auditiva pode ocorrer se:

  • Bebê nasceu prematuro
  • Se permaneceu na unidade de terapia intensiva (UTI)
  • Tomou algum remédio que pode causar perda auditiva
  • Histórico familiar de perda auditiva
  • Se houve complicações durante o parto
  • Quadro de infecções de ouvido frequentes
  • Se teve meningite
  • Exposto a sons ou ruídos muito altos, mesmo por um curto período de tempo

Quando realizar teste de audição?

Na maioria das crianças que nascem com perda auditiva, o diagnóstico pode ser feito por meio de um teste de audição. No entanto, em alguns casos, esse distúrbio é causado por infecções prejudiciais, traumas e níveis de ruído, e o problema só se manifesta mais tarde na infância. Portanto, é importante realizar o teste de audição na criança periodicamente durante o seu crescimento.

Se o teste não for feito ou se o bebê nasceu em casa, é importante que o exame seja realizado nas três primeiras semanas de vida.

Se o teste de audição do bebê não for bem-sucedido, isso não significa necessariamente que ele tem perda auditiva. Como resíduos ou fluido no ouvido podem dificultar o teste, geralmente é feito novamente para confirmar o diagnóstico.

Caso o teste de audição no bebe não for satisfatório, você deve repeti-lo em até três meses para que o tratamento seja iniciado imediatamente. Para obter bons resultados, é indicado o tratamento para a perda auditiva antes dos seis meses de idade da criança.

As crianças com audição aparentemente normal devem continuar as avaliações auditivas nas consultas regulares ao médico. Os testes de audição geralmente são feitos aos 4, 5, 6, 8, 10, 12, 15 e 18 anos de idade e em qualquer outro momento, se houver motivo de preocupação.

No entanto, se o seu filho parece ter um problema de audição, se o desenvolvimento da fala não parecer normal ou se é difícil entender o que a criança está dizendo, converse com o médico.

Sintomas de perda auditiva

Mesmo que o teste de audição do recém-nascido seja bem-sucedido, continue observando os sinais de que a audição está normal. Alguns marcos auditivos que seu filho deve alcançar no primeiro ano de vida:

  • A maioria dos recém-nascidos fica assustados com ruídos altos e repentinos.
  • Aos três meses, o bebê geralmente reconhece a voz dos pais.
  • Por volta dos seis meses, o bebê geralmente consegue olhar ou virar a cabeça em direção ao local de onde vem o som.
  • Muitas vezes, por volta dos 12 meses, a criança consegue imitar alguns sons e dizer algumas palavras, como “mamãe” ou “tchau”.

Conforme o crescimento do bebê, os sinais de perda auditiva podem incluir:

  • Limitações de fala, fala pobre ou sem fala
  • Desatenção frequente
  • Aprendizado com dificuldades
  • É preciso aumentar o volume da televisão
  • Não responde ao nível de ruído ou de uma conversa

Se você notou essas diferenças, entre em contato o quanto antes e agende uma consulta. Não deixe o quadro se agravar!

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

TUDO SOBRE AUDIÇÃO

+10.000 assinantes curtem nosso conteúdo.