Sabemos que para manter a saúde em bom estado devemos beber bastante líquidos e praticar exercícios físicos. Porém, um detalhe importante para a manutenção do bem-estar do corpo como um todo é a qualidade do sono. Inclusive, sua saúde cardiovascular pode estar em risco devido a uma condição teoricamente simples e muitas vezes não diagnosticada: a apneia do sono.

Apneia do sono

A apneia do sono é uma condição que se trata de uma obstrução das vias aéreas durante o sono que levam a paradas respiratórias de por volta de 10 segundos. Muitas vezes é percebida pela ocorrência do ronco durante a noite, apesar de este não ser um sintoma comum em todos os casos.

A apneia pode ser percebida pela presença dos seguintes sintomas:

  • Respiração irregular, podendo ser lenta ou até mesmo parar por até um minuto por vez;
  • Excesso de sono durante o dia;
  • Irritabilidade;
  • Fadiga;
  • Dores de cabeça pela manhã;
  • Dificuldade de concentração;
  • Ronco;
  • Acordar frequentemente durante a noite para urinar;
  • Garganta inflamada durante a manhã e boca seca.

Os diferentes sintomas apresentados ocorrem pois a apneia se apresenta em três tipos: apneia obstrutiva do sono, apneia central do sono e apneia mista. O tipo obstrutivo ocorre quando existe um bloqueio físico nas vias aéreas, enquanto o tipo central se trata de uma falha de comunicação entre o cérebro e as áreas responsáveis pela respiração. Por último, o tipo misto se trata da combinação dos outros dois tipos.

Os riscos da apneia do sono

Existe uma associação entre a apneia do sono e problemas de saúde como: diabetes do tipo 2, derrame, hipertensão e ataque cardíaco. A verdade é que muitos pacientes com apneia apresentam obesidade, que é um fator de risco para os problemas citados.
Porém, uma noite mal dormida provoca um aumento do nível de cortisol, hormônio responsável por controlar o nível de açúcar no sangue. Além disso, pode causar depressão e perda de memória.

Por fim, as paradas respiratórias durante o sono levam a uma queda da oxigenação sanguínea, o que aumenta a probabilidade de doenças como diabetes, hipertensão, obesidade e insuficiência respiratória.

Como tratar a apneia do sono

A apneia do sono é um problema grave e pode levar a perigosas consequências para a sua saúde. É fundamental procurar um médico especializado para o diagnóstico preciso e assim receber a melhor recomendação de tratamento.

Geralmente o tratamento recomendado é o uso de dispositivos como o CPAP, um aparelho compressor de ar silencioso. Mas também podem ser necessárias mudanças no estilo de vida, como perda de peso, e até cirurgia. Por isso, se tiver suspeitas de apneia de sono, procure nossa clinica.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

TUDO SOBRE AUDIÇÃO

+10.000 assinantes curtem nosso conteúdo.