Apneia do sono é uma condição crônica que altera a qualidade do sono, muito relacionado a um sintoma bastante comum: o ronco. Porém, este não é o único ou exclusivo indício do problema, tendo alguns outros possíveis sinais dos quais se deve prestar atenção. Afinal, a apneia pode ser mais preocupante do que se imagina.

Existem 3 tipos de apneia do sono

Apneia obstrutiva do sono – É o tipo mais comum de apneia do sono. Ocorre quando a garganta ou as vias aéreas são fisicamente bloqueadas e causam repetidas paradas respiratórias durante o sono por períodos de mais de 10 segundos. É comum em pacientes com obesidade, idade avançada, distúrbios hormonais e até o resultado de um acidente vascular cerebral.

Apneia central do sono – É um tipo mais raro de apneia. Ocorre devido a um problema no cérebro na parte de controle da respiração, levando a um funcionamento lento.

Apneia mista obstrutiva e central do sono – É a combinação dos dois tipos de apneia do sono em um único episódio.

Os três tipos de apneia do sono podem apresentar os seguintes sintomas:

  • Respiração irregular, podendo ser lenta ou até mesmo parar por até um minuto por vez;
  • Excesso de sono durante o dia;
  • Irritabilidade;
  • Fadiga;
  • Dores de cabeça pela manhã;
  • Dificuldade de concentração;
  • Ronco;
  • Acordar frequentemente durante a noite para urinar;
  • Garganta inflamada durante a manhã e boca seca.

O baixo nível de oxigênio no sangue, causado pelas paradas na respiração, pode causar esses e outros sintomas. O ronco crônico é muito comum em pessoas com apneia obstrutiva do sono, mas não significa que está conectado com a apneia de forma geral, pois não é um sintoma comum em quem apresenta o do tipo central.

As causas da apneia podem ser:

  • No caso de apneia obstrutiva do sono, podemos listar os seguintes fatores que aumentam o risco de bloqueio das vias aéreas:
  • Características anatômicas;
  • Obesidade;
  • Uso de álcool e outros sedativos;
  • Histórico familiar;
  • Cigarro;
  • Alterações hormonais;
  • Congestão nasal.

No caso de apneia central do sono, as causas são diferentes, pois se trata de uma falha de comunicação entre o cérebro e as vias aéreas. Por isso, é normalmente resultado de uma condição médica, como um AVC, uma infecção no cérebro, entre outros.

Quais os riscos

A apneia do sono pode causar diferentes sintomas. A privação de sono pode abalar a saúde como todo, pois afeta tanto o emocional, quanto o mental e o físico. Enquanto o baixo nível de oxigênio do sangue pode levar a diversos problemas cardiovasculares, como pressão alta, ataque cardíaco, AVC, entre outros.

Tratamento

O primeiro passo para o tratamento é marcar uma consulta com um médico especializado na área. Assim poderá identificar quais são as causas e definir o melhor tratamento. Pode ser indicado uma mudança no estilo de vida, como redução do consumo de álcool e perda de peso, controle dos fatores de risco, protetores de boca e outros dispositivos, e até cirurgia.

Se você sofre com ronco e apneia e deseja realizar um tratamento, entre em contato conosco e agende uma consulta.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

TUDO SOBRE AUDIÇÃO

+10.000 assinantes curtem nosso conteúdo.