Apneia do Sono, Como Diagnosticar?

O ronco geralmente não é percebido pela pessoa, mas sim por seu parceiro ou parceira, ou membros da família. E caso eles também estejam perecendo que além do barulho alto você está apresentando paradas respiratórias enquanto dorme, pode ser que você tenha apneia do sono. Muito se fala sobre essa condição, mas será que é simples assim de diagnosticar?

A apneia do sono

A resposta é não. Mas primeiro, é preciso entender o que é a apneia do sono. Paradas respiratórias durante a noite podem ser causadas por diversos fatores e não provocarem nenhum dano a saúde. Mas caso elas sejam constantes, sendo pelo menos cinco por hora, e duram no mínimo dez segundos, estamos falando de um caso de apneia do sono. E esta pode ser enquadrada em três níveis:

  • Apneia do sono leve, que causam de 5 a 14 paradas por hora;
  • Moderada, que são de 15 a 29 paradas por hora;
  • Grave, mais de 30 apneias por hora.
  • E a forma de se contar o número de apneias por hora durante a noite é através de um exame chamado polissonografia.

A polissonografia

O exame indicado para o diagnóstico da apneia do sono é a polissonografia. Este teste é realizado em um laboratório especializado em sono, mas também há meios de fazê-lo em casa. O aparelho captura a sua respiração, os batimentos cardíacos, a atividade cerebral e os níveis de oxigenação sanguínea enquanto você dorme.

Com esses números em mão, é possível não só diagnosticar a apneia obstrutiva do sono, como também outros distúrbios relacionados ao sono, como bruxismo, sonambulismo, terror noturno, fibromialgia, etc.

Como se preparar para o exame

Caso tenha sido encaminhado para um exame de polissonografia, é importante prestar atenção nas orientações do seu médico. O ideal é que não faça nada que altere os resultados no dia do teste, como:

  • Não beba café durante o dia;
  • Não tire um cochilo;
  • Não faça uso de bebidas alcoólicas nos últimos dois dias;
  • Lave e seque bem seus cabelos, mas sem sprays, óleos ou géis;
  • Não use esmalte no dedo indicador;
  • Leve roupas confortáveis para dormir;
  • Procure deixar o seu espaço o mais confortável possível, leve seus lençóis e travesseiros, além de livros que possam te ajudar caso o sono não venha.

Além disso, não se esqueça de levar artigos de higiene pessoal, roupas para dormir e para o dia seguinte, assim como conferir com o laboratório os objetos requeridos e os proibidos para o exame.

Por fim, confira com seu médico se é preciso levar as medicações que você toma. Com os resultados, é possível não apenas ter a resposta para o diagnóstico de apneia, mas também ter informações que podem ajudar no processo de tratamento da condição, seja por terapia, aparelhos CPAP ou até mesmo cirurgia.

Leave a Comment

Your email address will not be published.

TUDO SOBRE AUDIÇÃO

+10.000 assinantes curtem nosso conteúdo.