perda auditiva neurossensorial

Entenda Melhor a Perda Auditiva

É comum a perda auditiva com a chegada da terceira idade, essa perda acontece de forma gradual e infelizmente é bem comum. Cerca de um terço das pessoas entre 65 e 75 anos tem algum grau de perda auditiva. Para idosos com mais de 75 anos, esse número é de aproximadamente 1 em 2, mas engana-se quem pensa que somente os idosos que sofrem com essa perda, os mais jovens também veem sofrendo, principalmente quem faz uso de fones de ouvido com som muito alto.

Principais Sintomas da Perda de Audição – Fique Atento!

  • Abafamento da fala e outros sons
  • Dificuldade em entender as palavras, especialmente contra ruídos de fundo
  • Exaustão após reuniões familiares ou sociais, devido ao esforço de tentar acompanhar as conversas
  • Problemas para ouvir com clareza as consoantes
  • Pedir frequentemente que outras pessoas falem mais devagar
  • É preciso aumentar o volume da televisão ou rádio
  • Perda auditiva súbita
  • Zumbido no ouvido
  • Dores de ouvido e até mesmo dores de cabeça
  • Rigidez no pescoço
  • Agitação mental

Como Ocorre a Perda Auditiva?

Danos no ouvido interno: como já sabem, a exposição a ruídos altos diariamente, podem causar grande desgaste das células nervosas da cóclea que enviam sinais sonoros ao cérebro. Quando essas células estão danificadas ou ausentes, esses sinais não são transmitidos com a mesma eficiência ocasionando a perda auditiva. Lembrando que, com a chegada da terceira idade, geralmente ocorre a perda de audição.

Acúmulo gradual de cera: Sim a cera no ouvido, pode bloquear o seu canal auditivo impedindo a condução das ondas sonoras, faça a remoção do acúmulo de cera de forma correta e segura, porem nesse caso a perda auditiva é apenas momentânea.

Infecção no ouvido e tumores ou tumores ósseos anormais: no ouvido externo ou médio, qualquer um destes pode causar perda auditiva, por isso é importante quando diagnosticado a infecção, fazer o tratamento adequado.

Tímpano rompido (perfuração da membrana timpânica): se isso ocorreu, tenha certeza  de que sua audição será prejudicada imediata, sem mencionar o grande incômodo da dor.

O que pode ocasionar a perda de audição

Barulho alto: a exposição a sons altos podem danificar as células do ouvido interno, esses danos podem ocorrer com a exposição a longo prazo.

Hereditariedade: alguns tipos de perda auditiva pode estar relacionadas a fatores genéticos,

Ruídos ocupacionais: trabalhos em que o ruído alto faz parte do ambiente de trabalho, como agricultura, construção ou trabalho em fábrica, podem causar sérios danos ao seu ouvido, por isso é muito importante usar protetores.

Barulhos recreativos: a exposição a ruídos explosivos, como armas de fogo e motores a jato, pode causar perda auditiva imediata e permanente. Outras atividades recreativas com níveis de ruído perigosamente altos incluem motos de neve, motociclismo, carpintaria ou ouvir música alta.

Alguns medicamentos: medicamentos como antibiótico e outros tipos de medicamentos, podem danificar o ouvido interno.

Algumas doenças: doenças que resultam em febre alta, como meningite, podem danificar a cóclea.

Envelhecimento: a degeneração das estruturas do ouvido interno ocorre ao longo do tempo. Essa é uma das mais comuns.

Entenda o Sistema Auditivo

Cada parte do nosso ouvido tem suas funções especificas para poder interpretar o som que ouvimos. Ele é subdivido em 3 partes, vamos explicar de forma bem simplificada.

Ouvido externo – ele recebe o som e o leva para o canal do ouvido médio.

Ouvido médio – ele transforma a energia de uma onda sonora em vibrações internas da estrutura óssea do ouvido médio e transforma essas vibrações em uma onda de compressão ao ouvido interno.

Ouvido interno – serve para transformar a energia da onda de compressão dentro de um fluido em impulsos nervosos que podem ser transmitidos ao cérebro.

Como diagnosticar a perda auditiva?

Através da audiometria, podemos identificar com precisão o nível da sua perda auditiva para então indicar o tratamento adequado e o tipo de aparelho auditivo. Entre em contato com a Auditif que agendaremos um teste para descobrirmos e então indicar o tratamento adequado.

Leave a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

TUDO SOBRE AUDIÇÃO

+10.000 assinantes curtem nosso conteúdo.