O Estresse do Dia a Dia Pode Prejudicar a Audição

Hoje em dia é comum ouvirmos “estou estressado!” após um dia cansativo de trabalho, mas muitos não sabem o que é de fato o estresse. O problema é bastante comum nos dias de hoje, causando problemas como queda de cabelo, tontura e dor de cabeça. Entretanto, muitos não sabem de sua conexão com os problemas de audição.

Entendendo o estresse

Mas primeiro, precisamos entender o que é o estresse. Apesar de ter uma conotação ruim, o estresse é um mecanismo do corpo fundamental para a sobrevivência humana e de todos os animais. Isso se dá ao fato de que ele ocorre como resposta a um evento traumático ou ameaçador, da qual é necessário se defender, seja lutar ou fugir.

Assim, o estresse funciona como um gatilho para uma onda de reações no corpo, ativando a produção de hormônios, como adrenalina, para deixar o corpo em “estado de alerta”. Como consequência, ocorre a aceleração da respiração e dos batimentos cardíacos, aumento da pressão arterial, entre outros sintomas chamados “reação de luta ou fuga”.

O problema é que, atualmente, o estresse surge nos problemas do cotidiano, seja as metas no trabalho, problemas financeiros, disputas familiares, doenças, trânsito, entre outros. E a resposta do corpo continua a mesma, porém nós não partimos para a briga ou fuga quando estamos estressados, fazendo todo esse esforço do corpo, principalmente a produção excessiva de hormônios, ficar inutilizada.

Estresse e a audição

O problema está em viver em constante estado de estresse. Nesse caso, o corpo não recebe uma mensagem para voltar ao seu estado normal e continua produzindo em excesso hormônios como adrenalina e cortisol. Como resultado, aumentam as chances de desenvolvimento de problemas sérios, como pressão alta, diabetes, doenças do coração, etc. E tudo que limita a circulação sanguínea, pode afetar a audição.

O ouvido interno possui células ciliadas que dependem de uma boa circulação sanguínea para performar o trabalho de transformar a captação sonora em impulsos elétricos para o cérebro, que irá interpretar como sons. Cada uma dessas células é responsável por interpretar uma frequência específica, por isso, quando uma delas sofre algum dano ou morre, a audição é afetada. Nesse caso a perda auditiva é classificada como neurossensorial.

O zumbido e o estresse

O zumbido tem diversas possíveis causas, mas uma delas é o emocional. Estresse ou ansiedade podem provocar problemas como bruxismo, uma desordem funcional que comprime as áreas próximas aos ouvidos, afetando a interpretação do cérebro em relação aos sons.

Já a má circulação sanguínea pode causar o zumbido pulsátil, que se trata de um barulho rítmico e pulsátil no ouvido que acompanha as batidas do coração. Esse tipo de zumbido pode ser causado por pressão alta, algo que o estresse pode provocar, entretanto também pode ser resultado de anemia, aterosclerose, vasos sanguíneos irregulares, tumores de cabeça, entre outros problemas graves. Independentemente da causa, é sintoma de que algo não está bem e é necessário procurar ajuda médica.

Como lidar com o estresse

Reduzir ou prevenir o estresse pode ser feito com algumas práticas que, além de melhorar o seu dia a dia, também previnem o desenvolvimento de problemas sérios provocados pela má circulação do sangue. Confira algumas dicas:

  • Descanse: o momento de descanso é fundamental para a qualidade de vida. Não apenas tente manter as 8 horas de sono por dia, mas também reserve alguns momentos para o lazer. Ouvir música, ver uma série, caminhar no parque ou sair para ver um filme no cinema são algumas sugestões que podem melhorar bastante o estresse no seu dia a dia.
  • Faça exercícios físicos: além de melhorar a saúde do corpo, a prática de exercícios físicos aumenta a produção de hormônios que combatem o estresse. Procure uma atividade que você goste e tente fazer pelo menos 3 vezes por semana.
  • Medite: com apenas com cinco minutos em um cômodo silencioso você consegue meditar. Essa prática milenar é uma ferramenta muito útil para reduzir os efeitos do estresse e da ansiedade e ainda traz diversos benefícios para o corpo humano.

Além dessas dicas, procure sorrir e conviver com amigos e familiares. São detalhes como estes que melhoram a qualidade de vida como um todo e reduzem o estresse no dia a dia. Mas caso esses métodos não ajudarem, procure a ajuda de um profissional da saúde mental.

Caso o seu problema seja com sua audição, agende uma consulta conosco.

Leave a Comment

Your email address will not be published.

TUDO SOBRE AUDIÇÃO

+10.000 assinantes curtem nosso conteúdo.